Rádio Universidade AM

A partir da pergunta O novo tipo de relação trabalhista [con 8725

A partir da pergunta O novo tipo de relação trabalhista [contrato temporário] vai colaborar para a criação de mais empregos?, foram emitidas duas opiniões, a seguir transcritas parcialmente. Leia-as para responder

Opinião A - de Paulo Paiva (Ministro do Trabalho)

            Os investimentos propiciados, já por quatro anos

ininterruptos, pelo Plano Real, o apoio às micros e pequenas empresas, a

qualificação em massa de trabalhadores e a adequação legislativa à

realidade de mercado, são eixos fundamentais para a criação de empregos

que vêm sendo incentivados pelo governo Fernando Henrique Cardoso. O

contrato de trabalho por prazo determinado e o denominado banco de horas

são importantes instrumentos para estimular a geração e a preservação

de empregos. O projeto trata de dois simples e novos mecanismos rumo à

modernização das leis trabalhistas. Atualização que todos os atores

sociais relevantes consideram como indispensáveis para a inserção

competitiva do Brasil no comércio internacional. De

fato, tais medidas vem sendo observadas na sociedade brasileira.

Opinião B - de João Vaccari Neto (Vice-presidente da CUT)

O mercado de trabalho no Brasil já é um dos mais flexíveis do mundo e

também apresenta um dos mais baixos custos do trabalho. Somos um dos

países com as piores desigualdades de renda do planeta. Segundo dados

oficiais (PNAD/IBGE ? 95), os 10% mais ricos do país detém cerca de

48,1% do total de rendimentos mensais de todos os ocupados. Essa enorme

concentração de renda está associada diretamente à imensa flexibilidade

do mercado de trabalho. (...) A informalização só tem crescido. Segundo o

Ministério do Trabalho, entre 90 e 96, foram eliminados cerca de 2,06

milhões de empregos no mercado formal de trabalho. (...) Sejamos

francos. O que gera postos de trabalho são as necessidades reais de

produção. O que gera emprego não é facilidade para demitir, mas mais

investimentos.

"Economia & Trabalho". In: Correio Braziliense, 14/1/98, p. 19 (com adaptações).

Analisando comparativamente os fragmentos das duas opiniões sob o foco

do estilo utilizado na língua escrita, em relação à falada, julgue os

itens a seguir.A opinião A apresenta maior objetividade e impessoalidade que a B, pois esta contém marcas de subjetividade.

Questão no QuestionsOf: A partir da pergunta O novo tipo de relação trabalhista [con 8725

Questões similares